aru.png

Poll
A Semana Europeia da Mobilidade 2017 tem como tema “A Partilhar Chegamos Mais Longe”. Costuma praticar/utilizar a partilha de veículos nas suas deslocações diárias?
 Sim
 Não
 Não, mas tenciono começar a partilhar
 
Você está aqui: Entrada / Ambiente / Água / Conselhos ao munícipe / Para ajudar a proteger os recursos hídricos da poluição…

Para ajudar a proteger os recursos hídricos da poluição…

 

...tome precauções com os combustíveis e os óleos minerais. Proceda regularmente ao controlo dos reservatórios de combustível utilizados, por exemplo, no aquecimento central. Em caso de fuga, podem ocorrer infiltrações no subsolo e a consequente contaminação de recursos hídricos naturais. Efectue a recolha dos óleos usados e leve-os para um dos Ecocentros existentes na Maia (veja em Resíduos).

...utilize cuidadosamente os produtos de limpeza e ou de lavagem. Não utilize quantidades de detergentes superiores ao necessário. Não lave o chão ou passeios com grandes quantidades de lixívia pois estes tornar-se-ão compostos clorados nocivos que poderão infiltrar-se no solo. Existem no mercado produtos biodegradáveis para a maioria das utilizações domésticas.

Detergentes poluição

...não deite para o esgoto solventes nocivos. Para limpar os utensílios e demais material de pintura, as superfícies gordas, etc., são utilizados solventes perigosos. Utilize apenas as quantidades estritamente necessárias ou, se possível, use produtos que não causem danos ao ambiente. 

...use os adubos com moderação. O excesso de adubo é um erro muito comum. Utiliza-se frequentemente quantidades superiores àquelas que as plantas podem absorver. As quantidades excedentárias são arrastadas pelas chuvas ou penetram no subsolo. Estes adubos, mais cedo ou mais tarde, vão poluir as águas. Os adubos químicos só devem ser utilizados como complemento específico a cada cultura.

...elimine as ervas daninhas de maneira ecológica. Não empregue herbicidas químicos para eliminar as ervas daninhas dos canteiros de jardim e das sebes. Uma camada de cinco a oito centímetros de caruma de pinheiro ou de cascalho, diminui a formação das ervas daninhas. As que ainda possam desenvolver-se, apesar dos cuidados referidos, são facilmente retiradas de modo manual.

 

Acções do Documento

classificado em: