Entrar
Esqueceu a sua senha?
 
Você está aqui: Entrada / Ambiente / Ar / Mais informação / Sobre a qualidade do ar / Ar ambiente / Buraco na Camada de Ozono

Buraco na Camada de Ozono

O “Buraco na Camada de Ozono” trata-se de uma redução periódica na concentração de ozono estratosférico (a grande altitudes) sobre os pólos.

A destruição da camada de ozono (O3) tem ocorrido desde os anos 80 devido à libertação de gases constituídos por cloro (ex. cloroflurorcarbonetos – CFC) e bromo que, ao ligar-se com oxigénio (O2), destroem as moléculas de O3.

Quanto mais fina for a camada de ozono, menor é a capacidade da atmosfera filtrar os raios solares ultravioleta (UV) e que são prejudiciais à saúde, com ênfase na incidência de casos de cancros de pele e outras doenças.

      
Buraco na Camada de Ozono

Poluentes como os CFC vêm de produtos como aerossóis (sprays), aparelhos de ar condicionado, frigoríficos e extintores. Apesar de já terem sido banidos dos novos produtos, os aparelhos antigos continuam a libertar CFC. De facto, num dia típico adicionamos 1.800 toneladas de CFC à atmosfera e os CFC lançados ainda continuarão na alta atmosfera a destruir o ozono durante 50 anos.

Acções do Documento