aru.png

Poll
A Semana Europeia da Mobilidade 2017 tem como tema “A Partilhar Chegamos Mais Longe”. Costuma praticar/utilizar a partilha de veículos nas suas deslocações diárias?
 Sim
 Não
 Não, mas tenciono começar a partilhar
 
Você está aqui: Entrada / Comissão Europeia publica inquérito sobre "Atitude dos cidadãos europeus para com o Ambiente"

Comissão Europeia publica inquérito sobre "Atitude dos cidadãos europeus para com o Ambiente"

A maioria dos cidadãos indicou preocupações ambientais na UE com a poluição do ar e da água, a quantidade de resíduos que são gerados e o esgotamento dos recursos naturais.

 

O inquérito foi realizado pela "TNS opinion & social network" em 28 Estados-membros da União Europeia entre 26 de abril e 11 de maio de 2014. Cerca de 28.000 pessoas de diferentes grupos sociais e demográficos foram entrevistados pessoalmente em casa, na sua língua materna, em nome da Direção-Geral do Ambiente da Comissão Europeia.

Os resultados do euro barómetro, publicados na semana passada, indicam que 56% dos europeus pensam que a UE não está a proteger o ambiente de forma satisfatória (7% menos do que no ano passado). Apenas 1/4 acha que a legislação da UE deve ser mais rigorosa.

O estudo da Comissão Europeia acerca das atitudes sobre o ambiente reuniu uma amostra de 27.998 pessoas que foram inquiridas usando entrevistas face a face. Em geral, os resultados foram semelhantes ao do último estudo, realizado em 2011, incluindo o apoio esmagador para o princípio do poluidor-pagador.

Aqueles que pensam que a UE está a fazer o suficiente para proteger o meio ambiente tendem e vir da Polónia, Hungria, Malta, Chipre e Lituânia, enquanto na Suécia, Áustria, Alemanha e Espanha, a maioria pensa que a UE deve fazer mais.

A introdução de multas pesadas para os infratores foi escolhida como a melhor maneira de resolver os problemas ambientais, em 14 Estados-Membros, com 40% dos entrevistados, a indicarem como a política mais eficaz. Houve também forte apoio para incentivos financeiros, melhoria da prestação de informações e melhor aplicação. O apoio para aplicação de mais multas foi superior no sul do que no norte da Europa.

Uma grande maioria dos entrevistados, incluindo dois terços das pessoas do Reino Unido, concordou que a UE deveria ser capaz de controlar (vigiar) a aplicação de leis ambientais no seu país. Mas, fortes variações nacionais voltaram a ser evidentes com 91% dos entrevistados espanhois a favor de uma ação mais forte da UE na aplicação da lei, enquanto na Irlanda apenas 50% foram a favor.

A pesquisa indicou que 70% dos cidadãos não acreditam que o seu governo nacional está a fazer o suficiente para proteger o meio ambiente. "Gostaríamos de ver os Estados-Membros, mais ativos e consistentes e gostaríamos de ver os tribunais nacionais, sendo usados com mais frequência", disse um porta-voz do Departamento do Ambiente da CE. "A ação da UE sobre infrações pode levar de 5 a 7 anos, tornando-se mais viável as ações serem tomadas a nível nacional", explicou.

Relatório do Euro Barómetro disponível aqui.

 

Acções do Documento