aru.png

Poll
Tem conhecimento do Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia da Maia?
 Sim, tenho conhecimento.
 Desconheço a sua existência.
 Tenho conhecimento, mas desconheço a localização.
 
Você está aqui: Entrada / DESTAQUES / PROJETO “FUTURO” DESAFIA CIDADÃOS A PARTICIPAR NA PLANTAÇÃO DE ÁRVORES

PROJETO “FUTURO” DESAFIA CIDADÃOS A PARTICIPAR NA PLANTAÇÃO DE ÁRVORES

“O FUTURO precisa de 100.000 árvores e nós precisamos de TI” é o mote da campanha que procura voluntários na Área Metropolitana do Porto

 

“O FUTURO precisa de 100.000 árvores e nós precisamos de TI” é o mote da mais recente campanha lançada pelo “FUTURO – Projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto”, iniciativa do CRE.PORTO, liderada pela Área Metropolitana do Porto e pela Universidade Católica - Porto. A ação visa a angariação de voluntários para integrar a Bolsa de Plantadores e, assim, participar na plantação e manutenção de árvores, potenciando a melhoria do território. A campanha – presente na rede de Metro do Porto, entidade que se assumiu como o mais recente parceiro da iniciativa – é protagonizada por cinco cidadãos que representam diferentes segmentos da sociedade, sublinhando que este projeto é de todos e para todos.

 

Refira-se que os grandes objetivos da iniciativa são a diversificação e qualificação da paisagem metropolitana, a melhoria da qualidade do ar, o fomento da biodiversidade, o aumento a qualidade de vida dos cidadãos e a competitividade da região. A área de intervenção soma já cerca de 150 hectares e conta com mais de 42 mil árvores nativas (carvalhos, sobreiros, medronheiros, azevinhos, entre outras) plantadas. O projeto conta, ainda, com o envolvimento de inúmeras entidades públicas e privadas e com uma ampla rede de cidadãos voluntários que já integram a Bolsa de Plantadores.

 

6.500 portugueses já são voluntários

Relembre-se que a iniciativa FUTURO arrancou em 2011, no seio do CRE.Porto – Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável da Área Metropolitana do Porto –, prolongando-se até 2016. O projeto, que resulta num esforço de várias organizações e cidadãos, tem como meta reflorestar cerca de 100 hectares de áreas ardidas, livres ou que necessitam de reconversão com cerca de 100.000 árvores de espécies nativas da região.

 

42.000 espécies nativas plantadas por 17 municípios

O território de intervenção do FUTURO estende-se pelos 17 municípios da Área Metropolitana do Porto sendo que, até ao momento, foram já plantadas mais de 42 mil árvores nativas, que são cuidadas e monitorizadas regularmente. O projeto conta com o envolvimento de 37 instituições, mais de 6.500 participações voluntárias individuais e mais de 17.500 horas de voluntariado.

 

O Município da Maia

No Município da Maia, as áreas afetas ao Projeto são galerias ripícolas do Parque Metropolitano do Leça, que se interligam ao Projeto Corrente Rio Leça, pela promoção da recuperação ecológica e despoluição das linhas de água. No decorrer do projeto, foram também incluídas áreas florestais urbanas.

Até à data, a Maia contribuiu com 1.400 espécies nativas para o seu território, para a Área Metropolitana do Porto, para todos Nós!

 

 

O FUTURO é promovido pela Universidade Católica Portuguesa e pela Área Metropolitana do Porto e é cofinanciado no âmbito do QREN e do ON.2 – O Novo Norte (operação NORTE-09-0230-FEDER-000124).

 

www.100milarvores.pt | www.facebook.com/100000arvores

Acções do Documento