aru.png

Poll
A Semana Europeia da Mobilidade 2017 tem como tema “A Partilhar Chegamos Mais Longe”. Costuma praticar/utilizar a partilha de veículos nas suas deslocações diárias?
 Sim
 Não
 Não, mas tenciono começar a partilhar
 
Você está aqui: Entrada / Produção hidroelétrica manteve-se em baixa em setembro

Produção hidroelétrica manteve-se em baixa em setembro

O mês de setembro caracterizou-se por um ligeiro aumento do índice de hidraulicidade anual acumulado, que passou de 0,76 para 0,78, o que não foi suficiente para aumentar a produção hidroelétrica, que se manteve em baixa, afetando o total da produção de eletricidade renovável

Em termos acumulados, a produção renovável registou uma contribuição de 48,2 por cento no global da geração de eletricidade, mas acima dos 46,3 por cento da eletricidade fóssil. Os restantes 5,5 por cento provêm da importação.

No quadro das fontes de energia renovável, a contribuição mais significativa veio da energia eólica, com 21,6 por cento. Segue-se a energia hídrica com 19,7 por cento, dos quais 18,2 por cento correspondem à grande hídrica e 1,5 por cento às pequenas centrais hídricas (PCH). A seguir vem a biomassa com 5 por cento e depois a solar fotovoltaica com 1,7 por cento que, apesar da cota reduzida, já excedeu, em termos acumulados, até ao final de setembro, a produção total de 2014.

A produção térmica convencional (carvão e gás natural) surge com uma contribuição de 36,3 por cento em termos acumulados, valor que sobe um pouco face ao acumulado do mês anterior, como resultado da baixa pluviosidade no continente ao longo do ano e, consequentemente, da necessidade de suprir a estagnação da produção hídrica.
O saldo importador revela igualmente uma ligeira subida apresentando uma cota de 5,5 por cento.

Acções do Documento